top of page
  • Redação

É Natal!



Eu vos anuncio uma grande alegria, que será também a de todo o povo: hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós o Salvador, que é o Cristo Senhor! (Lc 2,10-11)


Material necessário:


  • Uma manjedoura e um Menino Jesus, um pouco maior, para a encenação, e todo o material necessário para a realização do teatro (roupas ou panos coloridos e acessórios.)

  • Se possível, procurar na internet o choro de um bebê e a música “Aleluia” de Handel (só para o momento do Aleluia.)


Preparação do ambiente


  • Preparar uma tenda (se possível) que servirá de lugar onde o Menino Jesus vai nascer, já com a manjedoura vazia e o Menino Jesus escondido dentro da tenda.

  • Colocar as cadeiras em semicírculo, à frente da tenda, para que os presentes possam assistir o teatro.

  • Os personagens deverão estar escondidos fora da sala (se possível) ou, então, montar um biombo para escondê-los.


TEATRO DE NATAL


(A primeira meia hora do encontro deve ser usada para um ensaio geral e lugar onde os personagens deverão ficar.)


Personagens (15)

Maria

José

Pastores (2)

Anjos (2)

Um boi e um burro (caracterizar pelo menos, com uma máscara).

Donos da estalagem (2)

Arauto do imperador Reis (3)

Narrador (seria interessante se fosse o próprio catequista).


Narrador: Há muito, muito tempo, havia um casal que vivia na cidade de Nazaré. O nome da mulher era Maria e o nome do marido era José. Maria estava grávida, já quase nos dias do neném nascer, quando o imperador Augusto decretou um grande recenseamento, isto é, queria saber quantos homens estavam sob seu domínio no império.


Arauto do imperador: (falar bem alto e com voz forte) O imperador Augusto manda fazer uma contagem de todos os homens que estão sob suas ordens. Cada homem deverá registrar-se, com sua família, em sua cidade de origem.


Narrador: Quando o imperador mandava, todos obedeciam. A cidade de origem de José era Belém. Assim, José e Maria viajaram para Belém, para cumprir o decreto do imperador. Foi uma viagem muito difícil. Montada num burrinho, grávida de nove meses, Maria e José chegam, finalmente, a Belém.


(Nesse momento, Maria dá uma volta na sala, amparada por José. Os donos de hospedagens se posicionam em um lugar, previamente combinado com o catequista. Maria e José se posicionam diante dos estalajadeiros.)


Narrador: Quando José e Maria chegaram à cidade de Belém, a cidade já estava cheia, pois outras famílias tinham ido para lá, obedecendo à ordem do imperador. Quando batiam à porta de alguma hospedaria, obtinham a mesma resposta:


Donos de hospedaria: (em coro) Estamos com a casa cheia. Não temos mais nenhum lugar.


Narrador: Percebendo que o bebê estava já para nascer, José levou Maria para o único lugar que encontrou: uma espécie de gruta, que servia de abrigo aos animais e onde eram alimentados.


(Enquanto Maria e José se dirigem para a tenda, o boi e o burro se posicionam, um de cada lado dela. Maria e José se assentam à entrada da tenda. Os pastores se posicionam num lugar previamente combinado, longe da tenda.)


Narrador: E, assim, naquela noite abençoada, nasce o Salvador, o Cristo Senhor!


(Coloca-se o choro do bebê e, logo após, toca-se uma parte da música “Aleluia” de Handel. Maria retira a imagem do Menino Jesus de dentro da tenda e a coloca na manjedoura.)


Narrador: Nessa hora tão feliz, os anjos vão até os pastores, dar a notícia a eles.


Anjos: (Em coro) Eu vos anuncio uma grande alegria: hoje nasceu o Salvador, o Cristo Senhor. (Tocar mais um pouco de Aleluia de Handel.)


Narrador: Os pastores levantaram-se e foram adorar o Menino Jesus. (Os pastores se posicionam de joelhos, assentados sobre os calcanhares, perto da tenda.) Narrador: Mas, as visitas ao Menino ainda não tinham terminado. Lá do Oriente, guiados por uma estrela muito brilhante, três reis também foram adorar a criança e levar presentes a ela. Dizem que seus nomes eram: Gaspar, Belchior e Baltazar. E aqui terminamos a história do nascimento de Jesus.

Celebrar o nosso encontro Catequista: Aproxima-se o Natal, festa de alegria e esperança. Unidos a todos os que esperam com amor a chegada do menino Jesus, façamos chegar a Deus nossa prece, cantando:


Todos: Ó luz do Senhor, que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós!


1. Deus de ternura, faz morada em nosso coração trazendo muito amor!

2. Deus da Luz, ilumina a vida da nossa família, faz de nós sinal de esperança no meio do mundo!

3. Deus de bondade, faz de nossa família um presépio vivo, lugar de acolhida, perdão e alegria!

4. Deus da paz, acolhe com amor todas as pessoas que promovem a solidariedade e a fraternidade. Motivar preces espontâneas...


Oração diante do presépio


Os adultos vão impor as mãos sobre os catequizandos, enquanto eles fazem a sua oração diante do presépio. A oração se encontra no livro do catequizando.


Senhor Jesus, diante de teu presépio nos lembramos que um dia foste criança como nós. Sabemos que foste um bom filho, amando sua mãe Maria e seu pai José. Queremos aprender contigo como ser um bom filho, irmão e amigo de todos. Abençoai-nos, Menino Jesus!


Música: “Noite Feliz!”


Terminado este momento, desfazer o presépio e os catequizandos vão se trocar. Reuni-los ao redor da mesa para partilhar o que trouxeram. Colocar algumas músicas de Natal, tocando bem baixinho, para que todos possam conversar, enquanto comem.

241 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page