top of page
  • Redação

Ano Civil e Ano Litúrgico

Para celebrar a vida de Jesus, com suas obras e sua Mensagem, sua permanência no meio de nós e seu regresso no fim da História, nós temos o Ano Litúrgico, que revive anualmente todo o Mistério da Salvação centrado na Pessoa de Jesus, o Messias ou Filho de Deus. É isso que vamos ver neste Encontro.



O Ano Litúrgico é o “Calendário Religioso”. Contém as datas dos acontecimentos da História da Salvação. Não coincide com o ano civil, que começa no dia primeiro de janeiro e termina no dia 31 de dezembro. O Ano Litúrgico começa e termina quatro semanas antes do Natal. Tem como base as fases da lua. Compõe-se de dois grandes ciclos: o Natal e a Páscoa. São como dois polos em torno dos quais gira todo o Ano Litúrgico.


O Natal tem um tempo de preparação, que é o Advento; e a Páscoa tem também um tempo de preparação, que é a Quaresma. Ao lado do Natal e da Páscoa está um período longo, de semanas, chamado Tempo Comum. O Ano Litúrgico começa com o Primeiro Domingo do Advento e termina com o último sábado do Tempo Comum, que é na véspera do Primeiro Domingo do Advento. A sequência dos diversos “tempos” do Ano Litúrgico é a seguinte:


ADVENTO


Compõe-se de quatro semanas. Começa quatro domingos antes do Natal e termina no dia 24 de dezembro. A cor das vestes litúrgicas é roxa. Não é propriamente um tempo de penitência, mas de purificação da vida pela justiça e pela verdade, preparando os caminhos do Senhor. Também não é tempo de festa, mas de esperança e alegria moderada, pois arrumamos a “casa” para receber a mais nobre Visita, anunciada pelos Profetas. As personagens bíblicas em destaque nas Leituras são: Isaías, João Batista, a Virgem Maria e o Messias.


NATAL


Começa aos 25 de dezembro e se prolonga por três domingos. A cor é branca. Celebra, com grande alegria, o nascimento de Jesus, que se fez Homem para nossa Salvação. Nossa atitude é de gratidão e de glorificação de Deus “no mais alto dos céus”. Nesse tempo estão também as festas da Sagrada Família, de Santa Maria Mãe e Deus, da Epifania e do Batismo de Jesus.

 

Pe. Luiz Cechinato


Este livro vem resgatar a riqueza da Celebração Eucarística, indicando sua origem e mostrando o significado de cada parte. Quer mostrar que a Missa não é simplesmente o cumprimento de um preceito, mas o feliz encontro com Deus. Traz histórias que tornam a leitura atraente, e um questionário que ajuda a gravar o ensinamento.


131 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page