• Redação

Coluna da Débora | Ministério do catequista e a formação: um desafio urgente

Olá, que bom encontrar vocês novamente!


Hoje meu convite é para darmos sequência à reflexão sobre o Ministério de Catequista e a importância da formação nesse processo de instituição.


Leia o primeiro texto clicando aqui

A carta do Papa diz que os catequistas, para estarem aptos a receber o ministério, necessitam de uma “devida formação bíblica, teológica, pastoral e pedagógica” (AM, 8). Percebe-se que é preciso investir em propostas sérias, em itinerários comprometidos com a realidade de cada comunidade e os catequistas, por sua vez, são exortados a buscarem a formação com disponibilidade e empenho.


Bem sabemos que, nem sempre em nossas comunidades se favorece a formação integral dos catequistas. O Diretório para a Catequese (DC) de 2020, dedica o capítulo IV para a formação dos catequistas. É interessante perceber que, segundo o Diretório, é preciso projetar itinerários formativos e orantes que envolvam todos os catequistas, bem como coordenadores e assessores, convidados a percorrem um caminho dedicado ao estudo e ao aprofundamento.


Não podemos esquecer, quando falamos de formação, da espiritualidade do catequista. Lembrando que ela deve ser missionária e evangelizadora, o que significa que precisamos desenvolver uma espiritualidade "entendida como encontro com os outros, compromisso com o mundo e paixão pela evangelização” (DC, 135a).


Outro ponto que precisamos destacar é a necessidade de investimento financeiro para que se possa ter acesso à formação de qualidade que responda às exigências da missão. Acreditamos que cuidar da formação é o primeiro passo rumo à concretização do pedido do Papa e para isso é preciso considerar a formação do catequista como responsabilidade comunitária, como prioridade da ação pastoral.

 

Débora Pupo é Coordenadora Regional da Dimensão Bíblico-Catequética do Regional Sul 2, da CNBB e autora da coleção "Crescer em Comunhão" e dos livros: "Catequese... Sobre o que estamos falando mesmo?" e "Celebrações no Itinerário Catequético... Sobre o que estamos falado?", todos publicados pela Editora Vozes. Bacharel em Teologia, pela Faculdade Missioneira do Paraná, a colunista também é mestre na mesma área, formada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Curitiba, tendo como título de sua dissertação: "Iniciação Cristã e Catequese com adultos: um caminho para o discipulado".

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo