• Redação

Dinâmicas e oficinas para uma experiencia de Deus na catequese

Caminhos concretos para uma catequese experiencial


O título Dinâmicas e oficinas para a catequese – uma experiência de Deus é, por si só, sugestivo. E também um pouco pretensioso. Está em jogo a mesma experiência de Deus que cada um de nós – autores, leitores e catequistas – tem, e a pretensão de que seja possível provocar essa experiência. Ao longo das páginas deste livro, procuramos determinar com exatidão o que abrange este título e sua intenção.


A ideia de realizarmos “oficinas para a experiência de Deus” surge de um processo de reflexão realizado no decorrer de vários anos – de 2003 a 2008 – dentro das jornadas anuais da AECA1 (Associação Espanhola de Catequetas), que preparou um texto “programático” no qual apostava em um “novo paradigma da iniciação cristã”. Nesse dissemos:


"Diante da aprendizagem própria do espaço escolar, a iniciação cristã requer um tipo de aprendizagem que afete toda a pessoa e promova uma renovação profunda de seu ser. Estamos diante de um tipo de aprendizagem que oferece oportunidades para provar, experimentar, perceber com todos os sentidos o valor e o sentido da fé em Jesus e da vida cristã" (AECA, 2010, p. 49)


Uma catequese sem fé, ou pelo menos, sem experiência religiosa, é uma falácia. Daí surge a insistência atual, em todos os aspectos e etapas da catequese, por um “primeiro anúncio” da fé, um “primeiro anúncio” que não seja apenas um passo anterior à catequese em si, mas que ocorra permanentemente.


"Ao designar-se como “primeiro” este anúncio, não significa que o mesmo se situa no início e que, em seguida, se esquece ou substitui por outros conteúdos que o superam; é o primeiro em sentido qualitativo, porque é o anúncio principal, aquele que sempre se tem de voltar a ouvir de diferentes maneiras e aquele que sempre se tem de voltar a anunciar, de uma forma ou de outra, durante a catequese, em todas as suas etapas e momentos" (Evangelii Gaudium, n. 164)


E este foi, assim, o processo de nossa reflexão nesses anos e a proposta de elaborar, de modo mais concreto, “oficinas para a experiência de Deus”, que façam parte desse novo paradigma da iniciação cristã.


Donaciano Martínez foi o precursor nesse desafio, mostrando o sentido, a pedagogia e alguns caminhos possíveis para essa experiência. E quatro catequetas e catequistas – Elisa Calderón Aguilar, Maria Luísa García Núñez, Angelita Gómez Rubio e José Luis Saborido Cursach – procuraram concretizá- los nas oficinas que apresentamos neste livro.


Assim, queremos oferecer a possibilidade dessas oficinas servirem como oportunidades para viver a experiência de Deus dentro do planejamento catequético e fazer parte de seus programas, de modo a podermos alcançar uma visão transformadora da ação catequética na linha do novo paradigma da iniciação

cristã. Na introdução, apresentaremos as explicações para tornar essa

tarefa mais fácil, de modo a ajudar a viver a experiência reconhecida, detalhada,

provada e confessada de um encontro com Deus.


Apresentação dos autores

Vamos testar uma das oficinas da obra?
Clique aqui para baixar o conteúdo:
Dinâmicas e oficinas para uma experiênci
.
Download • 10.91MB

19 visualizações

Contato

Loja Virtual

Site Institucional

Desenvolvido por - Editora Vozes