• Redação

Entrevista: o dízimo e a catequese

O dízimo e as ofertas são uma forma do cristão colaborar para suprir as necessidades da Igreja e da comunidade. Em fevereiro, a autora Ana Maria Oleniki, lançará no evento Catequistas Brasil 2020 seu livro:"O dízimo e a catequese", que aborda o tema. Curiosos para descobrir mais sobre essa relação, o Blog da Catequese conversou com a escritora e você confere o resultado abaixo:


Blog da Catequese: Qual a importância do dízimo no encontro de catequese?


Ana Maria Oleniki: Ao recebermos o Sacramento do Batismo somos chamados a sermos missionários de Jesus Cristo e a testemunhar com a nossa vida os seus ensinamentos vivendo o amor, a gratidão, a fé e a fraternidade. Na comunidade pode-se vivenciar a experiência concreta destes sentimentos por meio da partilha dos dons a serviço das pastorais e movimentos e por meio da partilha dos bens, colaborando com o dízimo e com as ofertas e, desta forma colaborar com o sustento da Igreja e suas ações evangelizadoras. Suprir as necessidades da Igreja é um dever do cristão e está presente nos Documentos do Magistério da Igreja. Desde a década de 1970 foi definido pela CNBB que o dízimo é a forma ordinária de sustento da Igreja e por isso este tema precisa fazer parte dos assuntos abordados na catequese como parte do processo de amadurecimento de ser cristão e da compreensão do que é ser comunidade. Portanto, é preciso lembrar-se do que nos sinaliza o livro dos Provérbios: Eduque o jovem no caminho a seguir, e até a velhice ele não se desviará (Pv 22,6).


Recomenda-se que a conscientização sobre o dízimo faça parte da Iniciação à Vida Cristã para que todos tenham a oportunidade de compreendê-lo e de contribuir generosamente (cf. CNBB, Doc. 106, n. 71).


BC: Como os catequistas podem utilizá-lo no dia a dia?


Ana Maria: Ao observar e compreender a essência do dízimo o catequista perceberá que há infinitas possibilidades de inserir o tema nos encontros, uma vez que a sua finalidade é a evangelização e em sua definição estão inseridos os valores como a fé, o amor, a gratidão, a fraternidade, a caridade. Portanto, podem-se aproveitar os encontros dos temas já preparados para falar sobre o dízimo ou planejar encontros específicos sobre o tema. Para abordar o tema dízimo nos encontros de catequese, o catequista poderá dispor de recursos visuais como vídeos, imagens, exercícios de observação; e de diversos métodos de apoio como: dramatizações, histórias, confecção de cartazes, elaboração de entrevistas, etc.


BC: É possível ensinar essa importância ao catequizando?


Ana Maria: Sim, é possível motivar os catequizandos para a compreensão do dízimo como demonstração de gratidão a Deus por tudo o que Dele recebemos e como meio de contribuição com a comunidade. O dízimo é bíblico e por meio de citações do Antigo e do Novo Testamento o catequista poderá fundamentar o tema, desenvolvendo nos catequizandos o sentimento de alegria em crescer na comunhão com Deus e com os irmãos. Após a compreensão, se a paróquia perceber a predisposição dos catequizandos em participar concretamente por meio da contribuição do dízimo, poderá ser implantado o projeto Dízimo Mirim, oportunizando aos catequizandos vivenciar e experiência como gesto de fé e de pertença à comunidade.

Em fevereiro de 2020, você tem um encontro marcado com a autora Ana Maria Oleniki na segunda edição do Catequistas Brasil!

Na ocasião, Ana Maria lançará seu livro "O dízimo e a catequese", além de ministrar duas palestras homônimas.

Confira a programação completa aqui!

119 visualizações

Contato

Loja Virtual

Site Institucional

Desenvolvido por - Editora Vozes