• Redação

História da vida de São Pedro

Antes de se tornar apóstolo, o nome de Pedro era Simão. Nasceu em um povoado chamado Betsaida, na região da Galileia, às margens do Lago de Genesaré e, mais tarde, ganhou seu sustento como pescador. Era dono de alguns barcos pequenos e, apesar de ter um temperamento autoritário e impulsivo, era muito generoso e franco. Com Simão trabalhavam seu irmão André e os amigos Tiago e João, e todos foram convidados a seguir Jesus.


Um dia André foi ao Rio Jordão, onde um homem chamado João estava batizando as pessoas. Ao voltar para casa André disse aos outros que tinha visto o Messias. Simão, ao saber de Jesus, fez questão de que fossem ao encontro dele. Quando lá chegaram ouviram de Jesus: “Sigam-me e eu farei de vocês pescadores de homens”. “Você é Simão, filho de Jonas. Você vai se chamar Pedro”. Desde então eles não mais se separaram.


Pedro foi testemunha de todos os atos importantes da vida de Jesus: presenciou o primeiro sinal de milagre durante as Bodas de Caná, quando a água foi transformada em vinho. Testemunhou a transfiguração de Jesus no Monte Tabor e ainda foi um dos responsáveis, ao lado do Apóstolo João, por preparar o cenáculo onde foi realizada a última ceia.


Pedro teve momentos de fraqueza. Quando Jesus foi traído por Judas e preso o apóstolo tentou reagir à prisão de Jesus e cortou a orelha de um soldado com uma espada, sendo repreendido pelo Mestre. Ele também negou conhecer Jesus três vezes, com medo de ser reconhecido e condenado. Apesar disso, ao ressuscitar, Jesus consagrou-o como “pastor de seu rebanho” e lhe deu a missão de difundir no mundo os ensinamentos de Jesus.


Pedro assumiu a liderança e sua primeira missão foi escolher o apóstolo que entraria no lugar de Judas Iscariotes: Matias. Depois de Pentecostes os apóstolos começaram a falar em línguas, saindo cada um para um povoado para levar as mensagens de Jesus. A Pedro veio a revelação de que ele deveria pregar também para os gentios, aqueles que não eram judeus.


Pedro batizava, fazia milagres e sempre era consultado quando havia conflitos em alguma comunidade. Aprisionado duas vezes, segundo a tradição, foi crucificado de cabeça para baixo no ano 64 e enterrado em Roma, onde está a Basílica de São Pedro (construída sobre seu túmulo).


A devoção a São Pedro chegou ao Brasil na primeira metade do século XVII, trazida pelos portugueses, e na Bahia foi construída uma capela para veneração do santo. Pedro foi tão importante para a Igreja que a sua canonização foi automática, pois foi escolhido por Jesus para dar continuidade a sua obra. Alguns o invocam para pedir coragem de viver a fé.


São Pedro é o padroeiro dos pescadores, das viúvas e das chaves, pois se Jesus entregou a ele as chaves do céu, tornou-se automaticamente o protetor delas. São Pedro é festejado em 29 de junho junto com São Paulo.


Iconograficamente São Pedro é representado de diversas maneiras: como papa, sentado no trono, usando a tiara papal; vestido de apóstolo, segurando as chaves do céu; pregado na cruz de cabeça para baixo; ou arrependido, sentado no chão, chorando, com o braço esquerdo segurando a cabeça.

 

Elam de Almeida Pimentel

São Pedro - Para pedir coragem de viver a fé



148 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo