• Redação

Oração dos fiéis: as principais intenções

No começo da Missa vimos que existe a Oração Coleta. É uma oração breve, proferida pelo Presidente, a fim de colocar a Assembleia em clima de fé para ouvir a Palavra de Deus. Agora vem um espaço mais abrangente para a oração, onde os fiéis também colocam publicamente as suas intenções. Por isso se chama “Oração dos Fiéis”. Vem logo após a Profissão de Fé (ou após a homilia, se não houver Profissão de Fé).


A Oração dos Fiéis encerra a Liturgia da Palavra. É a Palavra de Deus feita oração. Depois de ouvirmos a Palavra de Deus e de professarmos nossa fé e confiança em Deus que nos falou, nós colocamos em suas mãos as nossas preces de maneira oficial e coletiva. E fazemos essas orações confiando em Jesus, que disse: “

ncontrareis, batei e a porta se abrirá. Porque todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e a quem bate se abrirá” (Mt 7,7-8).


Essa Oração dos Fiéis é também chamada “Oração Universal”, ou mesmo, como dizem alguns, “Preces da Comunidade”. O Missal Romano, falando sobre a Oração dos Fiéis, diz o seguinte: “Na Oração Universal ou oração dos fiéis, exercendo a sua função sacerdotal, o povo suplica por todos os homens. Convém que, normalmente, se faça esta oração nas Missas com o povo, de tal sorte que se reze pelas seguintes intenções:

  1. Pelas necessidades da Igreja;

  2. Pelos poderes públicos e pela salvação de todo o mundo;

  3. Pelos que sofrem qualquer necessidade;

  4. Pela comunidade local.

 

Sobre a obra:

A missa

Parte por parte


Pe. Luiz Cechinato


Este livro vem resgatar a riqueza da Celebração Eucarística, indo à sua origem e mostrando o significado de cada parte. Quer mostrar que a Missa não é simplesmente o cumprimento de um preceito, mas o feliz encontro com Deus. Traz histórias que tornam a leitura atraente, e um questionário que ajuda a gravar o ensinamento.


110 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo