top of page
  • Redação

Reflexão: Diante da ansiedade



Imagine-se no meio de uma tarefa difícil e nada agradável. Tira o celular da bolsa e, antes de dar-se conta, você já passou vinte minutos nas redes sociais. Em outra ocasião, vem à mente uma memória dolorosa, e nesse instante, liga a televisão. Uma tarde, você sente uma inquietação, um aperto no coração, e decide que o melhor remédio é uma noite de festa com seus amigos. Se você esteve numa situação similar a essas, é bem provável que entrastes no labirinto da ansiedade.


É um labirinto atrativo. É importante assinalar que buscar distração em tempos difíceis faz parte do ser humano, e muitas vezes pode ser algo positivo para nosso bem-estar. O problema surge quando, por não querer enfrentar a realidade, sempre buscamos uma válvula de escape. Se não dedicamos tempo e energia para atender aquilo que é desagradável em nossa vida, essas coisas continuarão se apresentando, e até com maior intensidade.


Eliminar esse labirinto requer certa percepção de nossa parte. Ao invés de fugir, é necessário prestar atenção aos nossos pensamentos, emoções e motivações. O que eu sinto? O que penso? O que quero fazer? Ao fazer-nos essas perguntas, conseguimos dar nome a nossa situação, e assim dissipamos as trevas nas quais nos encontrávamos. Tristeza, dor, medo, ansiedade: sentimentos fáceis de sentir, mas difíceis de nomear, ou até mesmo, aceitar. Mas, quando os enfrentamos cara a cara, perdem seu poder.


Oração: “Senhor, eu sei que Tu me sondas, sei também que me conheces”. Ensina-me a perseverar no caminho dos sonhos mais belos que se conquistam com esperança, paciência e determinação, renunciando às pressas.
 

Sobre a obra:

Quando eu rezo


Bruno Carneiro Lira Ir. Sônia de Fatima Marani Ir. Jailda R. Caetité

Roberta Peluso


Bendizer a Deus por suas obras e pela vida que Ele nos oferece é fonte inesgotável de alegria e de felicidade. Permitir-se um tempo para contemplar o pôr do sol ou sentir o perfume de uma flor – estas pequenas alegrias, que revelam a bondade de Deus – tornam nossa alma agradecida. Ter a sensibilidade de perceber a presença de Deus em nosso cotidiano faz-nos ter um coração agradecido. Mesmo nos momentos mais difíceis, os sentimentos de gratidão nos ajudam a vencer as tribulações e provações. Quando direcionamos o olhar para o que é realmente importante e para as manifestações das delicadezas de Deus, nossos corações se tornam agradecidos. (Trecho da obra)

81 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page