• Redação

Reflexão do Evangelho: Fazei o que Ele vos disser! | Jo 2,1-11

2º Domingo do Tempo Comum


Por Pe. Almerindo da Silveira Barbosa

Neste segundo domingo do tempo comum, contemplamos o Evangelho de São João, em que Jesus realiza o seu primeiro milagre. Lá estava Maria. Ela participou desse momento, intercedendo junto ao seu Filho Jesus, pelo vinho que tinha acabado, naquela festa.


“Eles não têm mais vinho”, diz Maria a Jesus. Ouviu da boca de seu filho que sua hora não havia chegado, para dizer que o seu momento é na cruz. Lá será sua hora de salvar a humanidade inteira. Maria, por sua vez, ao ouvir Jesus, volta-se para os que estavam servindo e diz para “fazer o que Jesus disser”.


As palavras de Maria, dirigidas aos que estavam servindo o vinho, na festa de casamento, precisam ficar bem gravadas em nossa mente e em nosso coração, para tomarmos consciência do que precisamos fazer quando estiver faltando vinho para alegrar nossa vida. Não há outro caminho, senão ouvir Jesus. Saber ouvir o Senhor é este o melhor mandamento que podemos extrair dos ensinamentos de Nossa Senhora para nossa vida.


Maria, ao dizer que os serviçais devem fazer o que Jesus mandar, nos ensina que, quando obedecemos ao seu filho, o milagre acontece em nossa vida. É preciso, diante das faltas, ouvir sempre o nosso Mestre e Senhor.


Maria recebeu do próprio Jesus a missão de ser mãe de toda a humanidade. Como mãe está sempre atenta às nossas necessidades e carências. Quando a deixamos participar de nossa caminhada não nos falta nada.


“Peça a mãe que o Filho atende”. Ouvimos ou falamos muito esta frase. Por isso precisamos confiar em Maria. Precisamos cultivar sua presença, em nossa casa, em nossa família e, acima de tudo, em nossa vida. Fazendo assim ela estará providenciando sempre as nossas faltas, diante de seu Filho Jesus.


Porém, é bom lembrar que, ao mesmo tempo que Maria leva à Jesus nossas faltas, dizendo a ele que não temos mais vinho, ela volta e nos diz para fazermos o que Ele nos disser. Não basta, portanto, somente pedir a Nossa Senhora que leve à Jesus nossas necessidades. É preciso ouvi-la. Ela nos oferece o seu mandamento, que é fazer a vontade de Jesus.


Neste Evangelho aprendemos, também, que Maria é apenas intermediadora nossa diante de Jesus. É Ele quem faz. Precisamos colocar à sua disposição as talhas de nossa vida, acreditando que ele as transbordará com a sua alegria e seu amor.


Que Jesus possa atender nossos pedidos, pela intercessão de Sua e nossa mãe, Maria Santíssima. Que ela seja nossa companheira em todos os momentos da existência, de modo especial naqueles momentos mais difíceis, em que percebemos que perdemos a alegria e a razão de viver.


Pe. Almerindo da Silveira Barbosa, formado em Filosofia e Teologia, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, o colunista também possui especialização em Ensino Religioso, pela Faculdade do Noroeste de Minas (FINOM), e em Teologia Pastoral, realizada na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, em Belo Horizonte. Pe. Almerindo é coautor da coleção “Deus Conosco” e do livro Quem é esse Jesus e autor da obra A missa – Conhecer para viver, também publicado pela Editora Vozes.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo