• Redação

Reflexão do Evangelho: Segundo domingo do Tempo Comum | Jo 1,35-42

Por Pe. Almerindo da Silveira Barbosa


O contexto do Evangelho acontece dentro da missão de João Batista. Ele estava batizando e um grupo de discípulos o acompanhava. Certo dia vendo que Jesus chegava João diz “Eis o Cordeiro de Deus”, aquele que vem e que é maior.


Em outro momento João estava com dois de seus discípulos e, novamente, viu Jesus passar. Olhando para Ele disse ser o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Nos diz o texto que imediatamente os dois discípulos deixaram João e seguiram Jesus.

Amado e amada, como é bonito perceber que João preparou o caminho e o coração das pessoas para seguirem Jesus. Sua missão foi a de indicar às pessoas a Jesus como o Cordeiro de Deus. Ele foi apenas a voz que gritou, convidando a todos a tomarem consciência de que o Mestre maior era Jesus, que todos deviam seguir.


O texto proclamado traz muitos ensinamentos para nós. Fiquemos apenas com dois e, a partir deles, questionemo-nos se estamos sendo autênticos seguidores de Jesus.


O primeiro ensinamento é que, para conhecermos a Jesus Cristo, alguém precisa nos apresentar. Sempre chegaremos a Ele através de um intermediário. Foi o que fez João Batista, apontando-o para as pessoas como o Cordeiro de Deus. Foi o que fez André, depois da experiência do encontro com Jesus, fala ao seu irmão Simão dizendo que “achamos o Messias”.


E nós, como foi a experiência do encontro com Jesus? Que nos apontou? Como o conhecemos? Fazemos o mesmo com aquelas pessoas que ainda não tiveram a oportunidade de conhecê-lo? Como discípulos seus nossa missão é a de mostrá-lo, dizendo que ele é o Senhor da nossa vida, o Cordeiro que veio para dar significado à nossa existência.


O segundo ensinamento do texto de hoje é que quem encontra com Jesus Cristo não pode permanecer do mesmo jeito, não pode ser a mesma pessoa que era antes de conhecê-lo. Quem encontra com Jesus Cristo sabe que Ele sempre estará do seu lado, terá sempre uma palavra de esperança e sabe, acima de tudo, que encontrou o melhor para a sua vida. Assim no ensina o documento de Aparecida, conhecer Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber. Tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas. Fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegria” - (DA 29).


Que a mensagem do evangelho nos auxilie e nos faça tomar consciência da grandeza que é Jesus Cristo em nossa vida. Só Ele é essencial para nós. Só ele nos basta! Quem é Jesus para você? Pergunte-se!

Pe. Almerindo da Silveira Barbosa, formado em Filosofia e Teologia, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, o colunista também possui especialização em Ensino Religioso, pela Faculdade do Noroeste de Minas (FINOM), e em Teologia Pastoral, realizada na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, em Belo Horizonte. Pe. Almerindo é coautor da coleção “Deus Conosco” e do livro Quem é esse Jesus e autor da obra A missa – Conhecer para viver, também publicado pela Editora Vozes.

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo