top of page
  • Redação

Reflexão do Evangelho: Vós sois o sal da terra e a luz do mundo! | Mt 5,13-16


5º Domingo do Tempo Comum | Mt 5,13-16



No Evangelho deste 5º domingo do tempo comum, recebemos de Jesus uma importante instrução sobre a missão do cristão no mundo. Ele deve ser sal da terra e luz do mundo. O Senhor usa essas duas imagens comuns à vida das pessoas, para sintetizar a missão de seus seguidores.


A primeira imagem é do sal. Ele tem basicamente duas funções, dar sabor e conservar. Uma comida sem tempero não tem gosto, é sem sabor. Assim deve ser a vida do cristão. Ele deve ser sal. Já que o sal não existe para si mesmo, mas para o outro, o cristão é aquela pessoa deve ser aquela pessoa que dê sabor à vida do seu semelhante.


Além de saborear os alimentos, o sal também serve para conservá-los. O cristão é aquela pessoa que deve agir como um conservante no mundo. Não desvirtua os ensinamentos do Senhor. Ele conserva os ensinamentos de Jesus, os valores da sua fé e os bons costumes.


Não pode dizer que é cristão se não consegue dar sabor à vida das pessoas e não conserva os valores do Reino, que Jesus veio implantar. O cristão é aquele que, assim como o sal, dá sabor ao trabalho, ao descanso, às rotinas humanas, à família e aos amigos. É aquela pessoa que tempera a vida com o amor de Deus, que transborda no amor aos irmãos.


A segunda imagem que Jesus usa é da luz. Ele diz que “ninguém acende uma luz para colocar debaixo de uma vasilha”. Ela deve brilhar para todos e clarear o ambiente inteiro. O cristão é luz para iluminar aqueles que estão ao seu redor. Ele é luz, não para aparecer, mas para saber orientar os passos no caminho da vida das outras pessoas. Ser luz é fazer com que as pessoas não desviem do caminho de Deus, levando-as a fazerem uma experiência profunda do Seu amor e de Sua misericórdia. Ser cristão/luz é clarear as muitas noites escuras que tantos passam em suas vidas.

Assim, podemos dizer que a melhor definição de ser cristão é ser sal e luz. O sal dá sabor e conserva e a luz brilha. Essa é a missão do seguidor de Jesus Cristo. Aqui, então, cabe um questionamento para nossa reflexão ao longo desta nova semana: tenho sido sal e luz na vida dos outros? Quais ações e atitudes que tenho feito, que revela que sol sal e luz na vida das pessoas?


O último versículo do texto do Evangelho resume tudo que acabamos de expressar. É uma exortação e advertência para todos os cristãos. “Brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus”.


O cristão deve viver a vida de Jesus em sua vida, para que possa brilhar diante das outras pessoas que ainda não acreditam em Jesus ou, mesmo acreditando, estão tendo pouco sal e pouca luz em suas vidas. O mundo passará a conhecer e amar a Jesus, na medida em que os cristãos consigam dar sabor ao mundo e o iluminam com as ações e os gestos concretos que praticam.

 

Pe. Almerindo da Silveira Barbosa, formado em Filosofia e Teologia, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, o colunista também possui especialização em Ensino Religioso, pela Faculdade do Noroeste de Minas (FINOM), e em Teologia Pastoral, realizada na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, em Belo Horizonte. Pe. Almerindo é coautor da coleção “Deus Conosco” e do livro Quem é esse Jesus e autor da obra A missa – Conhecer para viver, também publicado pela Editora Vozes.

1.044 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page