• Redação

Reflexão do Evangelho: Vigiai, pois não sabeis quando o esposo chegará |Mt 25,1-13

Por Pe. Almerindo da Silveira Barbosa

A festa de casamento em Israel acontecia de forma solene e durava alguns dias. Era comum no primeiro dia o noivo se dirigir à casa dos sogros para buscar a mulher e levá-la para sua casa. Para receber o noivo ela era acompanhada de suas amigas que, depois acompanhavam os dois até a nova residência, com muita alegria, cantos e danças.


Jesus se serve dessa realidade para transmitir o seu ensinamento. Por isso, mais uma vez, usa a parábola para expressar o que ele deseja ensinar. Jesus compara seus ensinamentos a realidade da vida de seu povo.


O que Jesus quer nos ensinar, nesta parábola, é que precisamos estar preparados para recebê-lo em nossa vida. Não podemos gastar energias em coisas periféricas, naquilo que nos desviam dos seus ensinamentos. Ele chegará e, sua vinda, não tem hora marcada. Por isso precisamos ser prudentes, permanecendo com as nossas lâmpadas acessas, para acompanhá-lo quando chegar.


Por isso que, no último verso do Evangelho proclamado Jesus nos pede vigilância. O esposo pode chegar em qualquer momento. É necessário que estejamos de prontidão para recebê-lo.


Sabemos que nosso encontro com o Senhor será, de forma plena, ao final da vida neste mundo, mas a Igreja nos ensina que Ele vem ao nosso encontro continuamente. É preciso descobrir sua presença nas coisas simples e cotidianas da vida.


A vigilância é para que estejamos atentos, tendo capacidade de reconhecer sua voz e seu rosto. Ele chega de várias formas no corriqueiro de nossa vida. Se tivermos sensibilidade, perceberemos sua presença em nosso meio, senão não tivermos Ele passará despercebido, como muitas realidades passam sem que atentamos para elas.


Por esta mensagem somos chamados a nos questionar o que significa vigiar no dia a dia de nossa? Quando é que a comunidade de fé dorme? Quem, em nossa comunidade está cochilando? O que é preciso fazer para acabar com esse sono? Como é possível reconhecer a presença de Jesus no cotidiano de nossa vida?

Pe. Almerindo da Silveira Barbosa, formado em Filosofia e Teologia, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, o colunista também possui especialização em Ensino Religioso, pela Faculdade do Noroeste de Minas (FINOM), e em Teologia Pastoral, realizada na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, em Belo Horizonte. Pe. Almerindo é coautor da coleção “Deus Conosco” e do livro Quem é esse Jesus e autor da obra A missa – Conhecer para viver, também publicado pela Editora Vozes.

12 visualizações

Contato

Loja Virtual

Site Institucional

Desenvolvido por - Editora Vozes