top of page
  • Redação

Catequista educador da comunidade


O catequista age acompanhando a comunidade em um processo de permanente conversão em um caminho de santidade, no qual promove o amadurecimento de sua vida interior, o conhecimento do mistério da salvação e o engajamento missionário no mundo (cf. DGC, n. 69; 70; 142). Assim, ele desenvolve este itinerário de educação da fé formando comunidades para que vivam de modo autêntico os valores evangélicos e o seguimento de Jesus (cf. DNC, n. 145).


A comunidade cristã é a espinha dorsal do processo educativo, entretanto ela sofre com a atual situação de subjetivismo religioso que pode afetar o sentido de pertença e a relação do batizado com a sua comunidade, já que se tende a viver uma certa experiência espiritual de modo privado dentro da própria habitação (cf. TRENTI, 2002, p. 221). Por isso, é fundamental que o catequista se empenhe educativamente em uma catequese que colha o essencial da vida cristã, cuidando da relação Palavra-liturgia-caridade, de modo a priorizar a qualidade das experiências vividas no decorrer do itinerário catequético comunitário, evidenciando o caminho espiritual a partir dos altos e baixos, conquistas e fragilidades, que uma pessoa passa na vida (cf. CURRÒ, 2010, p. 32).


Neste procedimento de educar a comunidade, a catequese torna-se um importante instrumento de renovação para a própria comunidade, pois ela pode criar espaços novos de vida cristã e incentivar uma estimulante experiência de partilha, de autoridade, de responsabilidades e de estrutura (cf. ALBERICH, 2001, p. 191). Assim, o catequista atua para criar um ambiente de sinceridade, envolvimento e afeto, de modo que a comunidade seja o lugar para gerar a fé, entrar em diálogo com Deus, escutar a sua Palavra, acolher e acompanhar os batizados no crescimento e amadurecimento da vida cristã (cf. CASTELLUCCI, 2018, p. 25).

 

Sobre o livro:


Catequista educador e comunicar da fé traz uma proposta sobre a figura do catequista ministro, a sua vocação, o seu papel, a sua missão e sobretudo a sua formação em uma linha que conjugue a realidade do Brasil, discorrendo conceitos que caracterizam este importante ministério. Para isso, procura-se com as novas ciências propor um itinerário que auxilie no desenvolvimento de habilidades e competências, a fim de que o catequista ministro desenvolva seu papel de educador a uma fé viva e inteligível, promovendo uma ação evangelizadora específica do seu ministério.

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page