top of page
  • Redação

Curiosidades: quais os objetos usados na Missa?

Na Celebração Eucarística Jesus se oferece ao Pai por nós, e reúne, nesse grande Oferecimento, a humanidade e toda a Criação: os reinos mineral, vegetal e animal, pois “do Senhor é a terra e tudo o que nela contém, o universo e seus habitantes” (Sl 24,1).


Eis os objetos usados na Missa:


Hóstia:


É pão de trigo puro. Há uma hóstia grande para o Presidente da Celebração e as pequenas para o povo. A do padre é grande para ser vista de longe, na elevação, e ser repartida entre alguns participantes da Celebração.


Vinho:


É vinho puro, de uva. Na consagração, o pão e o vinho se mudam no Corpo e no Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, vivo e ressuscitado.


Cálice:


É uma “taça” revestida de ouro ou prateada. Nele se deposita o vinho a ser consagrado.


Âmbula:


A âmbula (ou cibório) é semelhante ao cálice, mas tem uma tampa. Nela se colocam as hóstias. Após a Missa é guardada no sacrário.


Patena:


É um “pratinho” de metal. Sobre ele se coloca a hóstia grande.


Água:


É água natural. Serve para purificar as mãos do sacerdote e ser colocada no vinho (umas gotas só), para simbolizar a união da humanidade com a Divindade, em Jesus. Também é usada para purificar o cálice e a âmbula.


Pala:


É uma peça quadrada, dura (um cartão revestido de linho). Cobre o cálice.


Sanguinho:


É uma toalhinha comprida, branca. Serve para enxugar o cálice e a âmbula.


Corporal:


É uma toalhinha quadrada. Chama-se corporal porque sobre ela coloca-se o Corpo do Senhor (âmbula e cálice), no centro do altar.


Galhetas:


São como duas jarrinhas de vidro. Numa vai a água, na outra, o vinho. Elas estão sempre juntas, num pratinho, ao lado do altar.


Manustérgio:


Vem da palavra latina manus, que quer dizer “mão”. É para enxugar as mãos do Presidente, no ofertório. Acompanha as galhetas.


Missal:


É um livro grosso que tem o rito da Missa, menos as Leituras, que estão no livro chamado Lecionário. Diz-se “Missal Romano” porque é aprovado pelo chefe da Igreja Católica, que tem sua sede em Roma.


Crucifixo:


Sobre o altar ou acima dele deve haver um crucifixo, para lembrar que a Ceia do Senhor é inseparável do seu Sacrifício Redentor. Na Ceia, Jesus deu aos discípulos o “Sangue da Aliança, que ia ser derramado por muitos para o perdão dos pecados” (cf. Mt 26,28).


Velas:


Sobre o altar vão duas velas. A chama da vela é o símbolo da fé, que recebemos de Jesus, “Luz do Mundo”, no Batismo e na Crisma. É um sinal de que a Missa só tem sentido para quem vive a fé.


Flores:


Em dias festivos, podem-se colocar flores. O certo não é “sobre” o altar, mas ao lado dele, pois o altar não é para pôr “coisas”.

 

Sobre a obra:


Este livro vem resgatar a riqueza da Celebração Eucarística, indo à sua origem e mostrando o significado de cada parte. Quer mostrar que a Missa não é simplesmente o cumprimento de um preceito, mas o feliz encontro com Deus. Traz histórias que tornam a leitura atraente, e um questionário que ajuda a gravar o ensinamento.


113 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page