top of page
  • Redação

O que é a oração?



Gosto de interpretar estes três conceitos – oração, meditação e contemplação – como um processo de transformação. Nestes termos, trata-se de uma transformação operada pelo Espírito de Deus que habita em nós, um aprofundamento da consciência. Através da oração podemos “acordar” para esta presença divina. Sob este ponto de vista, a oração é um sistema ou processo que funciona quando estamos em estado receptivo. Na verdade, não sabemos qual é a maneira correta de rezar. O que podemos fazer é deixar à vontade o Espírito que reza em nós e através de nós, que não se manifesta em palavras, mas nos suspiros do Espírito dentro de nós. O Deus ao qual rezamos é o Deus que reza em nós (cf. Rm 8,26-27). Deus é mais o ser interno no qual rezamos que o externo ao qual rezamos. Portanto, durante a oração acontece uma transição das palavras para o silêncio, da expressão para a audição, do pensamento para a intuição, do intelecto para a sensação, da relação eu e você para a experiência da unidade.


Para entender melhor como é isso, observemos um pouco o ambiente ao nosso redor. Assim fazendo, temos acesso a três planos da percepção: o mental, o psíquico e o intuitivo.

 

Sobre a obra:


Muita gente procura uma comunhão intensa com Deus, às vezes, inclusive, fora das práticas e usos prescritos pela Igreja. Mas, como devemos rezar? Como poderemos vivenciar, de fato, a proximidade de Deus? Os autores deste livro recuperaram inúmeras formas de oração oriundas da história mística que transcendem os confins confessionais. Foi assim que se formou este livro, fundamentado teologicamente, e que nos convida a percorrer individualmente o nosso próprio caminho de oração, mas unidos na mesma fé de todos que creem em Deus e têm nele sua força.

43 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page