top of page
  • Redação

Oração para os sábados



Hoje é sábado, dia de Nossa Senhora, de Maria, nossa mãe. Muito obrigado, ó grande e bom Senhor, pela semana que vivi e pelas graças que me deste. Mais uma semana me foi concedida para viver com os outros e para os outros, meus irmãos.


Hoje é sábado e festejamos Nossa Senhora, nossa querida mãe e mãe de Jesus. Ela é linda! Foi cheia de graça, imaculada em sua conceição, virgem antes, durante e depois do parto e foi arrebatada ao céu. Nós a invocamos como Nossa Senhora da Glória.


Maria está no centro de nossa devoção, mas o centro de nossa fé é Jesus. Cristo é o centro de tudo. Tudo foi feito por Ele e para Ele e tudo existe graças a Ele. Nele nos movemos, somos e existimos. Ele é o caminho, a verdade e a vida da Humanidade. Ele nos resgatou com sua Cruz e nos abriu as portas da casa de Deus. Por isso, ó grande e bom Deus, te louvamos, te adoramos e nos ajoelhamos, humildemente, diante de ti.


Obrigado por teres por escolhido Maria para ser a mãe de teu Filho e para ser a mãe da nossa querida Igreja. A teu convite, Maria disse “sim” e uma nova criação começou a existir. O que se perdera por Eva foi reconquistado por Maria. A humanidade, seduzida pelos sussurros da serpente, começou a recuperar, com o “sim” de Maria, a inocência original e a esperança do paraíso perdido.


Nunca poderíamos ter imaginado que, um dia, na pequena vila de Nazaré, os alvores de um novo dia despontariam, graças ao Sol, que é Cristo. O seio de Maria foi o quartinho onde este sol se escondeu, veio à luz, alimentou-se e brilhou para todos nós, homens e mulheres.


Numa mísera estrebaria, Maria rasgou seu corpo, recebeu e apertou nos braços o Salvador do Mundo, que veio para o que era seu, embora os seus não o tenham recebido. Maria o recebeu e adorou aquele que era seu filho e, ao mesmo tempo, seu Deus e Senhor. Deu à vida àquele que era o Criador da vida. Alimentou com seu leite aquele que era o alimento e a alegria dos Santos e dos Anjos.


Que tremendo mistério, que sonho impossível! Muito obrigado, ó grande e bom Deus, pela encarnação de Jesus e pela santidade de Maria, nossa Senhora. Com seu “sim”, ela se fez Nossa Senhora da Glória e a “Mãe das Dores”, sofreu sem reclamar, foi forte sem buscar consolo. Sabia quem estava gerando e guardava todas estas coisas em seu coração.


Hoje é sábado. Sentimo-nos felizes e nos lembramos, também, ó bom Deus, de nossa querida mãe da terra que nos carregou em seu seio e nos deu à luz. Beijamos suas mãos, com emoção. Jovem ou idosa, que importa?, queremos conservar sempre viva sua imagem em nossos corações. Ela, para nós, será sempre a imagem de Maria, a mãe de Jesus.


Peço a Nossa Senhora Aparecida que abençoe o Brasil e a todas as mães brasileiras. Que elas olhem para Maria, em suas dificuldades, e nunca desanimem. Que vivam para seus filhos e os ajudem, com sua palavra e exemplo, a serem homens e mulheres de caráter, de grandeza e esperança.


Abençoa-me, ó querido Deus! Protege-me! Sei que nada sou, mas pertenço a ti. Tu és meu Deus e Pai e não me sinto digno de ser chamado teu filho. Abraça-me, ó meu Deus! Aperta-me contra teu coração! Eu quero ser teu, na vida e na morte. Tu és minha vida, a Vida de minha vida. Tu és meu Pai, meu querido e bom Pai.


Amém.

 

Sobre o livro:



"Rezar é sempre uma forma personalíssima de ser (religioso). Todos podemos ser pessoas de oração, mas minha mãe rezava de um jeito, meu pai de outro e cada pessoa é irrepetível quando se coloca de joelhos em oração."


Esta obra reuni orações, salmos e louvações.

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page