• Redação

Quais as funções de uma equipe de coordenação paroquial da catequese?

A catequese na paróquia tem como primeiro responsável o pároco que delega a responsabilidade de coordenar a ação catequética a um grupo de catequistas por ele escolhido e que, em sintonia com ele, irão responder pelas iniciativas de dinamização da catequese. Uma primeira preocupação da equipe de coordenação paroquial é estabelecer objetivos, planos de ação, preocupar-se com a organização catequética pensando o ano catequético como um conjunto de ações interligadas para que catequese, família e comunidade possam desenvolver um trabalho harmonioso e interligado.

A primeira necessidade pode parecer apenas de ordem organizativa; ou seja, inscrições, divisão de grupos, estabelecer horários, elaborar calendários. No entanto, a visão de quem coordena deve ir mais longe: a pessoa, ou equipe responsável pelo serviço de coordenação, tem a missão de favorecer o processo orgânico e sistemático da catequese por meio de uma organização que envolva reunir a representação de catequistas, famílias e comunidade.


Diante disso, pode-se afirmar que, quando um coordenador assume a missão de coordenar, independente se é paróquia, diocese, regional ou nacional, uma primeira preocupação deve ser a de formar uma equipe de coordenação; ou seja, procurar pessoas que possam contribuir com o processo de organização. No caso da paróquia devem ser catequistas que representem as várias etapas de catequese, como também

as comunidades que compõe a paróquia, seja no âmbito urbano como no rural.


Dentro do processo de Iniciação à Vida Cristã apresenta-se a necessidade de inserir a catequese dentro do amplo contexto pastoral da comunidade em que ela está inserida, por isso a equipe de coordenação paroquial é também chamada a articular a pastoral de conjunto no sentido de buscar parcerias com as pastorais e movimentos para melhor realizar sua missão.


É importante destacar a necessidade de formar uma equipe de coordenação, pois essa equipe irá ajudar o responsável por coordenar a viabilizar projetos para que a catequese não se limite aos encontros semanais somente com os catequizandos; ou seja, pensar formação com as famílias, envolver a pastoral no processo formativo etc.


Uma atribuição muito importante para a equipe paroquial é pensar a formação dos catequistas e, nesse caso, é preciso um bom planejamento formativo, ou seja, a equipe paroquial é a primeira responsável por favorecer a formação dos catequistas na base. Quando se fala em formação, não se pensa apenas em momentos formativos para grandes grupos, mas se trata de um trabalho de elaboração de um planejamento que se preocupe com os catequistas que iniciam no ministério e com os que já estão caminhando, ou seja, é preciso pensar a formação inicial e permanente dos catequistas.


Trecho do livro:


Coordenação na Catequese... Sobre o que estamos falando?


Autora: Débora Pupo

Este livro foi escrito pensando no coordenador de catequese e também no catequista de base. O conteúdo desta obra contribui, com suas reflexões e roteiros de estudo, para ajudar a refletir sobre o perfil e missão da coordenação. O livro também é um instrumento de formação para catequistas, pois seu conteúdo e proposta de vivências podem ser adaptados a diversos grupos, conforme a necessidade de cada realidade. O importante é refletir a prática a partir da inspiração da vocação de ser catequista.

94 visualizações

Contato

Loja Virtual

Site Institucional

Desenvolvido por - Editora Vozes