• Redação

Reflexão do Evangelho: E vós, quem dizeis que eu sou? | Lc 9,18-24

Por Pe. Almerindo da Silveira Barbosa

12º Domingo do TC | Lc 9,18-24


Depois de vivenciarmos as alegrias da Páscoa e as Festas de Corpus Christi, de Pentecostes e da Santíssima Trindade, voltamos ao Tempo Comum, no 12º domingo. No Evangelho desta liturgia, São Lucas começa afirmando que Jesus “estava rezando em um lugar retirado e os discípulos estavam com ele”.


É em atitude de oração, na intimidade com o Pai, que Jesus quer saber o que as pessoas estão pensando sobre Ele. Começa com uma pergunta aos discípulos - “Quem o povo diz que eu sou?”. Ele quer saber o que os discípulos tinham ouvido das pessoas. A pergunta é uma espécie de balanço de sua vida e de sua missão. Ao escutar os discípulos Jesus percebe que o povo não havia entendido sua proposta. Várias foram as repostas. Uns imaginavam ser João Batista, outros que seria Elias e outros, ainda, que seria algum dos antigos profetas.


Tentando colher avaliações mais acertadas, Jesus reformula a pergunta. Ela, agora, é direcionada aos discípulos - “E vós quem dizeis que eu sou?”. A pergunta é para todos. Não há exigência de resposta pessoal. E para vós? São os discípulos que agora devem explicar o que compreenderam sobre o Reino de Deus, que Jesus veio anunciar. Pedro, como líder, em nome do grupo, responde dizendo que Jesus é “o Cristo de Deus”.


Diante do que Pedro fala, Jesus apenas diz: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz cada dia e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará”. Ou seja, seguir Jesus é fazer a escolha de abandonar os projetos do mundo, em vista da proposta de Deus. Para seguir Jesus Cristo é preciso renunciar qualquer proposta de tentação de poder, riqueza, prestígio, etc e viver a partir de uma outra ótica, do desprendimento, da partilha, do amor e da solidariedade.


O desafio proposto por Jesus, no Evangelho deste domingo, é responder à pergunta: “quem é Jesus para mim”? O questionamento do mestre é direcionado à cada um de nós, que hoje somos seus discípulos/missionários. A resposta poderá ser dada a partir do nosso modo de viver, de como conduzimos nossa vida, a partir do momento em que dizemos que somos seguidores da vida e da mensagem de Jesus Cristo.


Jesus recusou a proposta de ser rei aos moldes do pensamento do mundo. Assumiu, porém, o reinado do serviço, da entrega gratuita de sua vida. Esse é o caminho que somos chamados a trilhar. Por isso a pergunta continua nos instigando e ecoando em nossos ouvidos e corações: “E vós quem dizeis que eu sou?”

 

Pe. Almerindo da Silveira Barbosa, formado em Filosofia e Teologia, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, o colunista também possui especialização em Ensino Religioso, pela Faculdade do Noroeste de Minas (FINOM), e em Teologia Pastoral, realizada na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, em Belo Horizonte. Pe. Almerindo é coautor da coleção “Deus Conosco” e do livro Quem é esse Jesus e autor da obra A missa – Conhecer para viver, também publicado pela Editora Vozes.

183 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo