• Redação

Reflexão do Evangelho: Quem põe a mão no arado e olha para traz não está apto para o Reino

Por Pe. Almerindo da Silveira Barbosa

13º Domingo do TC | Lc 9,51-62


Vivemos a liturgia do 13º domingo do tempo comum. Nela Jesus nos mostra que o verdadeiro meio para entrarmos no reino de Deus é viver o amor e a justiça. Não se faz o reino sem a vivência do amor e da justiça. Por isso, Jesus repreendeu os discípulos, que queriam destruir os samaritanos pelo fogo do céu.


O texto começa dizendo que se aproximava o dia de Jesus deixar este mundo. Logo iria sofrer e morrer na cruz. Muita coisa aconteceria. Muitos sofrimentos lhe esperavam. Essas realidades seriam necessárias. Só depois deixaria o mundo e subiria ao céu.


Jesus decidiu ir para Jerusalém. Antes, enviou mensageiros para uma aldeia dos samaritanos. Lá não foram bem recebidos. Os samaritanos não quiseram receber Jesus. Por essa razão, dois dos discípulos, propõem que mandem descer fogo do céu, para destrui-los.


Jesus não se irrita com os samaritanos. Pelo contrário, chama a atenção e ensina aos discípulos que a vingança não combina com a virtude e a caridade elimina toda cólera. A fraqueza do ser humano não deve ser condenada. Deve ser fortificada pelo bem. O verdadeiro caridoso é aquele que não se revolta, nem pensa em vingança.


Assim, no Evangelho proclamado, Jesus ensina algumas normas para quem quer segui-lo. começa com seu próprio exemplo, pois sabia que o sofrimento e a morte lhe esperavam em Jerusalém. Ele sabe que esta é a vontade do Pai. Por isso caminha com otimismo para o sofrimento. Ensina, ainda, que para viver o seguimento é preciso assumir o amor, a mansidão e a misericórdia. São essas as marcas que distinguem o cristão. Não há outro caminho.


Às vezes, em nossa vida de seguimento a Jesus Cristo, o caminho está cheio de espinhos, dores e dificuldades. É preciso caminhar, buscando compreender qual é a vontade de Deus para nós e, ao mesmo tempo, confiar na força que Jesus nos oferece. Ele não nos deixa, Caminha conosco e nos ajuda a vencer o trajeto.


Por causa dos espinhos no caminhar com Jesus, muitos começam com entusiasmo, mas poucos perseveram. Por isso Jesus vai dizer que, “quem põe a mão no arado e olha para traz não é digno do reino de Deus”. O olhar deve ser sempre para frente, com convicção e certeza de que caminha fazendo a vontade de Deus.


Portanto, quem deseja seguir a Cristo, deve estar consciente das advertências da Sua Palavra, que nos diz de que, para segui-Lo, temos que abdicar de facilidades, de privilégios, de comodidade e enfrentar as dificuldades próprias da missão. Não é fácil, exige renúncia e disponibilidade. Jesus não nos promete uma vida fácil, nem nos ilude, mesmo diante de nossas desculpas Ele é incisivo e direto. “deixa que os mortos enterrem os seus mortos, mas tu, vai anunciar o reino de Deus.”

 

Pe. Almerindo da Silveira Barbosa, formado em Filosofia e Teologia, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, o colunista também possui especialização em Ensino Religioso, pela Faculdade do Noroeste de Minas (FINOM), e em Teologia Pastoral, realizada na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, em Belo Horizonte. Pe. Almerindo é coautor da coleção “Deus Conosco” e do livro Quem é esse Jesus e autor da obra A missa – Conhecer para viver, também publicado pela Editora Vozes.

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo