top of page
  • Redação

Somos pessoas imagens de Deus

Somos pessoas, temos valores, somos importantes!



Estamos vivendo num mundo que progride, que se desenvolve, que evolui. Vemos acontecer este progresso na técnica, na ciência, nas comunicações. Quantas descobertas se fizeram notar nestes últimos tempos. A cada dia o homem desenvolve

mais sua inteligência fazendo novas conquistas, novas descobertas. Nunca está satisfeito. Está numa contínua busca, numa constante procura.


Todo homem sente um enorme desejo de perfeição. Nunca está satisfeito com o que tem e com o que faz. Quanto mais consegue fazer, percebe que isto não basta. Os seus desejos são infinitos e os seus limites também são muitos.


Por quê? O homem foi feito para um contínuo crescer, um assumir sempre mais a sua função dentro do universo. O homem ainda não é o que deveria ser, ele está a caminho. O homem foi feito para o infinito.


Vemos que somos pessoas em constante busca, em crescimento. E dentro deste universo que cresce e evolui é que vivemos e precisamos nos realizar como pessoas. Cada um de nós tem um papel importante. Tem valores. Tem a inteligência para descobrir, a vontade para querer, a liberdade para decidir, a dignidade para viver. Temos qualidades para desenvolver. E somos irmãos. Portanto, há necessidade de nos aceitar, de descobrir nossas qualidades, nossas capacidades e desenvolvê-las.


Muita gente acha que não tem valor: se despreza e se vê sem qualidades. Acha que Deus não a dotou de coisas boas. Em cada pessoa existem qualidades escondidas. Muitas ainda não descobriram os seus dons.


Você já os descobriu? Quais as qualidades positivas?


– Uns sabem cantar.

– Outros sabem escrever bem, têm muitas ideias.

– Outros fazem amigos com facilidade.

– Outros são muito alegres.


Deus deu a você condições para ser tudo o que quiser ser. Estas capacidades são

sementes que estão dentro de você. É preciso descobri-las, valorizá-las e vivê-las.

Cristo nos fala da necessidade que temos de desenvolver nossas qualidades.


Isto na parábola dos talentos (Mt 25,14-30).


Daí concluímos:

– Todos temos talentos.

–Oimportante não é quantos talentos a gente recebeu,mas como os desenvolve.

– A necessidade de um esforço contínuo.

– E se Deus coloca os talentos à disposição é porque nos dá um grande valor.


“Valeis vós muito mais que os pardais e os pássaros...” (Lc 12,24).


Somos importantes não pela aparência, mas pela capacidade de desenvolvermos

nossos talentos e colocá-los a serviço dos outros.

 

O sacramento da decisão


Não existe nenhum manual catequético que não tenha a necessidade de adaptar-se a novos tempos e a novas prioridades. Não fugindo dessa necessidade, o presente manual para o crismando procura enfatizar duas verdades essenciais: assumir conscientemente o batismo e fazer-se membro participante da comunidade.

51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page