Contato

Loja Virtual

Site Institucional

Desenvolvido por - Editora Vozes

  • Redação

Ora et labora: equilíbrio entre oração e trabalho na Regra beneditina

Nesta quinta-feira (11), a Igreja Católica celebra o dia de São Bento. O santo, nascido em Núrcia, perto de Roma, no ano de 480, é reconhecido como o padroeiro da Europa. Bento foi mandando pelos pais para a capital italiana, para estudar, mas o jovem tinha outros ideais.

Dali, retirou-se para as montanhas da Úmbria, e escolheu uma gruta no penhasco do Subiaco para dedicar-se à vida de oração e meditação cristã. Passou três anos lá, fazendo sua experiência eremítica e monástica. Aos poucos foi contagiando outros jovens, que compartilhavam dos mesmos valores espirituais.


Aos 40 anos, Bento retorna à Roma, onde constrói o Mosteiro de Monte Cassino, ao Sul da capital. O local é considerado o propulsor da vida beneditina de todos os tempos. O mosteiro idealizava a vida consagrada como vida em comunidade, sob a direção de um mestre espiritual, o abade - que vem de "abba" e quer dizer pai.

Duzentos anos depois, a Regra beneditina se expandiu por toda Europa, vigorando com sensatez. Nela, são equilibradas doses de trabalho manual e tempo de repouso, oração e estudo. Sob o lema Ora et labora, "oração e trabalho", a ideia é que a oração fosse transformada em trabalho e o trabalho em oração, pela fé e obediência. O convívio fraterno em comunidade completa o equilíbrio psicológico.


Dos mosteiros beneditinos, saíram 23 papas, cinco mil bispos e os santos canonizados são cerca de três mil. Próximo ao Monte Cassino, Santa Escolástica, irmã de Bento, adotou à Regra para as mulheres e deu origem às monjas beneditinas. São Bento faleceu em 547, aos 21 de março, com 67 anos.


Oração a São Bento


"A Cruz Sagrada seja a minha Luz.  Não seja o dragão o meu guia.  Retira-te satanás.  Nunca me aconselhes coisas vãs.  É mau o que tu me ofereces. Bebe tu mesmo o teu veneno."

31 visualizações