• Redação

Reflexão do Evangelho: Terceiro domingo do Tempo Comum | Mc 1,14-20

Por Pe. Almerindo da Silveira Barbosa

Rezamos, no Evangelho deste domingo, o chamado que Jesus fez aos quatro primeiros apóstolos. Eles estavam à beira do mar da Galileia, exercendo a profissão. Eram pescadores! Mas a partir do olhar de Jesus outra pesca os esperam.


A partir do chamado dos primeiros percebemos que Jesus escolhe trabalhadores simples. Não são pessoas letradas e da sociedade. Elas estão desenvolvendo sua missão a partir da realidade do dia-a-dia. São pessoas que ganham a vida pescando.


É interessante perceber que o chamado é igual e para todos, sem distinção e a resposta é imediata. Eles deixam tudo para seguir Jesus. Há, portanto, um encontro, uma sintonia entre o chamado e a resposta. É assim que deve acontecer em nossa vida. O Senhor chama a cada um de nós. A resposta não é dele, é nossa.


O chamado é gratuito. Apenas tem como custo o compromisso ao acolhê-lo. Jesus deixa claro que ao assumir o chamado deve observar suas exigências. Quem quer segui-lo deve saber o que está fazendo. Por isso que, antes de convidar os quatro primeiros, faz um alerta para que as pessoas mudem de vida e creem no Evangelho, porque o Reino de Deus já é uma realidade no mundo.


Jesus continua visitando e chamando cada trabalhador do mundo de hoje para ser operário em sua vinha. Todo batizado é chamado por Jesus a desenvolver uma missão. Ele chama, confia e envia. Cabe a cada um ouvir o chamado e responder um sim verdadeiro e autêntico, assumindo com responsabilidade as exigências do compromisso assumido.


Diante do Evangelho proposto somos convidados a nos questionar o que precisamos abandonar para assumir o chamado que Jesus nos faz. No texto do Evangelho vimos que os quatro pescadores, ao receberem o convite, deixaram tudo e seguiram, imediatamente, o Mestre Jesus.


Quais são as realidades que precisamos abandonar para estarmos livres para o Reino de Deus? Quais são os laços que precisamos romper? Só segue Jesus autenticamente quem consegue ser livre e desapegado, para estar inteiro para Ele e sua para proposta, oferecida a todos ao implantar a Boa Nova do Reino dos Céus.

Pe. Almerindo da Silveira Barbosa, formado em Filosofia e Teologia, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, o colunista também possui especialização em Ensino Religioso, pela Faculdade do Noroeste de Minas (FINOM), e em Teologia Pastoral, realizada na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, em Belo Horizonte. Pe. Almerindo é coautor da coleção “Deus Conosco” e do livro Quem é esse Jesus e autor da obra A missa – Conhecer para viver, também publicado pela Editora Vozes.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Contato

Loja Virtual

Site Institucional

Desenvolvido por - Editora Vozes